Procurar por cirurgião na região

selecione o estado e a cidade para efetuar a busca:



Principais cidades:

São Paulo
Recife

Rio de Janeiro
Curitiba

Belo Horizonte
Goiânia

Porto Alegre
Brasilia


Tipos de Cirurgias Plásticas


Peeling químico (Peeling facial)



Peelings químicos foram desenvolvidos para melhorar a qualidade da pele, removendo camadas danificadas, de modo a criar uma superfície mais macia e melhorar sua textura. Podem ser utilizados no rosto, pescoço, peito, braços, mãos, costas e pernas.

Este tratamento cosmético pode ser útil para indivíduos com marcas, rugas, pigmentação disforme, crescimento pré-cancerígeno da pele e acne. As soluções químicas mais comumente usadas: alfa-hidroxi ácidos, ácido tricloroacético e fenol.


Duração:

De 1 a 2 horas


Efeitos Colaterais:

Sensibilidade temporária ao sol, vermelhidão, queimação, coceira e desconforto, variando de conforme a pele.


Recuperação:

Desconforto moderado e leve inchaço devem diminuir na primeira semana. Pacientes devem utilizar protetor solar de alto fator todos os dias e evitar exposição ao sol, a não ser que devidamente protegidos. Retorno ao trabalho: 1 semana a 10 dias (a pele estará curada o suficiente para fazer maquiagem).


Riscos:

Descoloração permanente, infecção e cicatrizes (riscos podem variar do tipo de pele à profundidade do tratamento)


Resultados:

De sutil à bem aparentes, alfa-hidroxi ácidos, ácido tricloroacético e fenol oferecem um resultado temporário ou de longa duração, embora não imune aos efeitos do sol e do envelhecimento.


Tecnologia:

Entre 2 ou 3 semanas antes de fazer o peeling, o paciente deve preparar a pele limpando a área duas vezes ao dia, aplicando um hidratante e protetor solar especial, e, se recomendado pelo médico, tomar tretinoína (Retin-A) todos os dias.

Primeiro, a pele é limpa profundamente com um agente que remove o excesso de oleosidade, enquanto protege os pelos e pele.

Dependendo de sua condição, o peeling pode ser aplicado em toda a face ou em apenas regiões específicas, como a área dos “pés-de-galinha”, ou perto das dobras nasolabiais.

É aplicado utilizando-se uma esponja, cotonete ou, dependendo do tamanho da área, um cotonete ou escova. O médico observa cuidadosamente a pele, e baseado nas mudanças, determina quanto tempo a solução deve agir.


Internação:

Sem internação


Anestesia:

Sem anestesia
Tópica
Local


voltar