Procurar por cirurgião na região

selecione o estado e a cidade para efetuar a busca:



Principais cidades:

São Paulo
Recife

Rio de Janeiro
Curitiba

Belo Horizonte
Goiânia

Porto Alegre
Brasilia


Tire-Dúvidas



Abdominoplastia/dermolipectomia - Peso
Essa cirurgia retira uma determinada quantidade de pele e gordura, logo há uma perda de peso corporal, variável conforme o volume do abdômen de cada paciente.

Quanto ao resultado estético não são os quilos retirados que o definirão, e sim as proporções do abdômen comparadas com o resto do corpo.

Os melhores resultados normalmente são aqueles que fazem as menores retiradas, como na maioria das mulheres depois de um ou vários partos.

Nos casos de peso acima do normal, o resultado costuma ser satisfatório e proporcional ao restante do corpo. Lembrando sempre que, a gordura em outras regiões ainda existirá daí vale a paciente manter um tratamento clinico ou fisioterápico, a fim de equilibrar e preservar seu corpo.

Abdominoplastia/dermolipectomia - Cicatriz
A cicatriz do procedimento localiza-se horizontalmente acima da implantação dos pelos pubianos, percorrendo as laterais, dependendo do volume abdominal a ser corrigido, a cicatriz terá uma extensão maior.

O cirurgião plástico planeja que a cicatriz fique disfarçada sob as roupas de banho.

A cicatriz apresenta alguns estágios, como:

a- PERÍODO IMEDIATO: Vai até o primeiro mês e apresenta-se com aspecto discreto e bonito. Alguns casos apresentam reação aos pontos ou ao curativo, ainda que muito sutil.

b- PERÍODO MEDIATO. Um mês a um ano. A cicatriz passa por um processo de espessamento natural, além de tonalidade, passando de vermelho para marrom, e aos poucos clareando. É neste período que as pacientes apresentam maior preocupação. Contudo, é na próxima fase que a cicatriz terá diminuição em vestígios.

c- PERÍODO TARDIO: Um ano a um ano e meio. A cicatriz inicia seu aspecto definitivo, ficando mais clara. Qualquer avaliação do resultado definitivo da abdominoplastia deve ser realizada após esse período.

Abdominoplastia/dermolipectomia – Anestesia
No procedimento podem ser empregados dois tipos de anestesias, geral ou peridural. A anestesia local com sedação é aplicada a casos especiais.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Resultado
1- Nos primeiros meses, é normal o corpo apresentar períodos de inchaço, regredindo naturalmente, ainda que, por conseguinte da cirurgia, o abdômen pode exibir uma insensibilidade relativa.

2- Nesta fase, apresenta aparência esticada e até plana, com o passar dos meses, sendo iniciado os devidos exercícios para modelagem, o resultado definitivo é gradativamente atingido. Não é próprio considerar resultado definitivo antes de um ano meio.

Abdominoplastia/dermolipectomia – Umbigo
Não haverá um novo umbigo, e sim o próprio umbigo remodelado se necessário depois de transplantado a sua localidade. Existem várias técnicas para a reimplantação do umbigo. Algumas dessas técnicas podem sofrer revisão cirúrgica, se houver necessidade, normalmente por conta da evolução cicatricial de algumas pacientes, esse procedimento só ocorre após alguns meses e é feito sob anestesia local.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Gordura extra
Nem sempre a gordura da região do estômago é retirada. Isto dependerá do seu tipo de tronco, se for curto, dificilmente será corrigido, e se for longo, o resultado será mais favorável. Outro aspecto importante é saber a espessura da gordura que reveste essa área do corpo.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Traje de banho
Depende do seu gosto, se essa vestimenta possuir decotes inferiores muito grandes, tipo tanga, o resultado da paciente é esperado que seja o mais natural.

Lembrando que, apenas suas formas são aprimoradas, e tendem a melhorar, com orientação de uma esteticista ou fisioterapeuta, desde que sejam associados tratamentos complementares logo nas primeiras semanas após a cirurgia.

Abdominoplastia/dermolipectomia - Maternidade
Só o médico ginecologista poderá dizer se é conveniente ou não uma gravidez, ou uma nova. O resultado pode ser preservado, desde que o peso seja mantido por aquele especialista. É aconselhado que a cirurgia seja realizada quem já teve todos os filhos que pretendia.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Perigo
Raramente esta cirurgia apresenta complicações mais sérias, tendo sido realizada dentro de critérios técnicos.

Todas as cirurgias incluem riscos, mas somente após uma avaliação o médico poderá informar quais são.

Abdominoplastia/dermolipectomia - Ato cirúrgico
A cirurgia costuma durar em média uma hora e meia a duas horas. Se o caso exigir, o tempo poderá se estender.

O tempo do ato cirúrgico não é o mesmo que de permanência no Centro Cirúrgico, esse período também compreende o tempo de preparo de anestesia e recuperação pós-operatória. Só o médico é capaz de informar um tempo total.

Abdominoplastia/dermolipectomia – Internação
De um à três dias.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Curativos
São usados curativos especiais, sendo periodicamente trocados pela equipe do cirurgião.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Pontos
A retirada dos pontos poderá começar em torno do oitavo dia, sendo feita de forma seletiva, nos dias que se sequem. Normalmente, a retirada total não passa de 2 semanas.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Banho
Geralmente após três dias da cirurgia.
Abdominoplastia/dermolipectomia – Evolução
Essa cirurgia é caracterizada por várias fases. O procedimento costuma apresentar melhoria definitiva após um ano e meio, sendo que a paciente deve ter muita calma e manter o cirurgião informado sobre seu quadro.

Além disso, em casos de pacientes obesas, é normal ocorrer, após o oitavo dia, eliminação de um líquido amarelado por um ou mais pontos da cicatriz, essa ocorrência se dá por conta de um processo chamado, transudamento cirúrgico e a eliminação da gordura residual próxima à área da cicatriz, sem que isso constitua por complicação. De qualquer forma, há como alguns recursos para evitar que o vazamento em situações inoportunas.

12345678910...